Sildenafil: Popularização e Efeitos Colaterais

Sildenafil: medicamento para disfunção erétil

Com diferentes formas, cores e nomes comerciais, o sildenafil se converteu em um dos produtos mais vendidos pela indústria farmacêutica em todo o mundo. Trata-se de um medicamento utilizado para tratar a disfunção erétil. Logo, a função do remédio consiste em sanar problemas de ereção, colaborando para a retomada da atividade sexual.

citrato-de-sildenafila

O sildenafil é conhecido comercialmente como Viagra, pois foi o laboratório responsável por incorporar o composto ao contexto terapêutico, medida adotada seguidamente por outras marcas. Contudo, vale frisar que o nome real da substância é sildenafil.

O sildenafil surgiu em 1998, sendo considerado o marco da segunda revolução sexual do século XX. A primeira ocorreu nos anos 60 com a pílula anticoncepcional.

Prescrição médica

O sildenafil é um remédio prescrito regularmente pelo clínico geral ou urologista. Assim como acontece com qualquer outro remédio, por conta de vários motivos, o sildenafil necessita de certo acompanhamento. Em primeiro lugar, a droga apresenta interações medicamentosas com outros medicamentos que possam ser consumidos pelo paciente. Em segundo lugar, o sildenafil também pode exibir reações adversas quando em contato com determinados elementos, como bebidas alcoólicas e conservantes usados em carnes vermelhas. Além disso, o sildenafil pode provocar algumas enfermidades, como acidentes vasculares, hipertensão, hipotensão, ou problemas cardíacos.

Consumo recreativo da droga

O famoso sildenafil devolveu a virilidade a muitos homens e a felicidade as suas respectivas mulheres. Contudo, mais do que um comprimido mágico, trata-se de um medicamento. Logo, ele exige um uso responsável. Portanto, o remédio deve ser consumido somente quando o indivíduo detiver um diagnóstico de disfunção erétil, a qual poderá ser tratada por essa via medicamentosa.

Recentemente, há um grande registro do consumo indiscriminado do sildenafil por homens que não apresentam disfunção erétil, e que utilizam o medicamento apenas visando melhorar o desempenho sexual. Essa ingestão é perigosa, uma vez que esses indivíduos estão tomando um medicamento do qual não necessitam.

Popularização do sildenafil

Certamente, a popularização do sildenafil provocou algumas complicações. Afinal, alguns laboratórios clandestinos voltados à produção de narcóticos também estão fabricando medicamentos da mesma classe do sildenafil. Esses laboratórios utilizam os componentes originais da fórmula e comercializam os remédios sem nenhum controle. Normalmente, esses remédios podem ser encontrados na internet. Evidentemente, não há nenhuma garantia ao consumir um medicamento com essas características. Os efeitos colaterais já inerentes ao remédio acabam se somando à ilegitimidade, pois se trata de uma medicação falsa.

Efeitos colaterais

Dentre os possíveis efeitos colaterais associados ao sildenafil estão algumas alterações relativamente significativas, como o rubor facial. O indivíduo também pode sentir dores de cabeça, diarreia e dificuldade para respirar, além de outras reações. Além disso, o paciente pode apresentar um efeito colateral subjetivo. Em qualquer uma dessas situações, o paciente deve se consultar com o médico. Provavelmente, a medicação deverá ser suspendida e controlada.

Post A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *